FLYING UNDER THE RADAR

VOANDO SOB O RADAR

Flying Under the Radar: Biennial of the Arts    Rio de Janeiro x San Francisco

DANIELA LIMA : DANÇA

Ligação video

A bailarina e coreógrafa Dani Lima, fundadora e ex-integrante da Intrépida Trupe, criou sua companhia em 1997, a Cia Dani Lima, que desde então tem realizado diversos espetáculos, performances e workshops em todo Brasil e no exterior. A companhia desenvolve pesquisas e experimentações no campo da linguagem cênica, com abordagem multidisciplinar, e atividades de formação de público para a dança. Seu espetáculo de estréia foi Piti, de 1998, considerado pelo jornal O Globo como “um dos dez melhores espetáculos de dança de 98”. Em 1999, recebeu a Bolsa RioArte, da Prefeitura do Rio, e concebeu, Nato que ganhou o Prêmio Rio Dança 99 de Melhor Trilha Sonora Original (Felipe Rocha). O Globo e Jornal do Brasil consideraram o espetáculo como um dos destaques daquele ano.O trabalho de Dani Lima à frente de seu grupo investiga as formas de expressão de um corpo atual, mergulhado em questões de identidade-alteridade, memória e percepção, investindo em experiências transdisciplinares e no desenvolvimento de uma “poética cotidiana do corpo”.

Ballerina and choreographer Dani Lima, founder and former member of Intrépida Trupe, created her own company in 1997, called Companhia Dani Lima. Since then, her company has produced various presentations, performances and workshops throughout Brazil and beyond. The company develops research and experiments in the field of stage language, using a  multidisciplinary approach, and training and public education around dance. Her first performance was Piti, in 1998, considered by the newspaper O Globo one of the ten best dance espectacles of the year. In 1999, Dani won the Bolsa RioArte, a grant from the City of Rio de Janeiro, and created Nato, which won the 1999 Rio Dance Award for Best Original Soundtrack (Felipe Rocha). O Globo and Jornal do Brasil described this creation one of the highlights of the year. Dani works with her group to investigate the forms of expression of a contemporary body, exploring questions of alter-identity, memory and perception, concentrating on transdisciplinary experiences and the development of an “everyday poetry of the body”.